domingo, 15 de abril de 2018

Divulgação - Curso de Especialização em Gênero e Direito RJ


Curso de Especialização em Gênero e 

Direito


Pós-Graduação Lato Sensu

Início: 26/04/2018
Carga horária: 368 h/a
Local: Sede da EMERJ
Rua Dom Manuel, nº 25, Centro
Horário: 18h a 22h – 2as e 5as feiras
Investimento: 15 x R$ 674,00
Informações e Inscrições: Até o dia 13 de abril ou até o preenchimento de todas as vagas
Secretaria Acadêmica da EMERJ
Tel. 3133.3369
www.emerj.tjrj.jus.br

Estrutura Curricular:

MÓDULO I – INTRODUÇÃO AOS ESTUDOS FEMINISTAS / Movimentos feministas na História. Teorias feministas. O conceito de gênero. Gênero e interseccionalidades. MÓDULO II – DIREITOS HUMANOS, DIREITOS DAS MULHERES E POLÍTICAS PÚBLICAS - MÓDULO III – TEORIA FEMINISTA DO DIREITO I - MÓDULO IV – TEORIA FEMINISTA DO DIREITO II - MÓDULO V – GÊNERO, VIOLÊNCIA E SISTEMA DE JUSTIÇA - MÓDULO VI – GÊNERO, FEMINISMO E BIOÉTICA FEMINISTAS / A perspectiva bioética no campo da saúde física e psíquica da mulher. Biopoder e neuroética MÓDULO VII - METODOLOGIA DA PESQUISA - MÓDULO VIII - DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR

Coordenação:
Juíza de Direito Adriana Ramos de Mello

Professoras(es) Convidadas(os):

Ana Lúcia Sabadell
Professora Titular de Teoria do Direito da Faculdade Nacional de Direito, da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Pós-Doutorado em Direito Feminista na Universidade Politécnica de Atenas

Bila Sorj
Professsora Titular de Sociologia/UFRJ

Cecília Sardenberg
PhD em Antropologia pela Boston University com Pós-Doutorado no Institute of Development Studies - Univ. of Sussex, Inglaterra, Professora Titular de Antropologia - UFBA, Professora Permanente do Programa de pós-graduação em Estudos Interdisciplinares sobre Mulheres,
Gênero e Feminismos - PPGNEIM/UFBA

Dimitri Dimoulis
Doutor em Direito pela Universidade Saarland Alemanha

Jacqueline Pitanguy
Socióloga

Leila de Andrade Linhares Barsted
Advogada, Membro do Comitê de Peritas do Mecanismo de
Seguimento da Convenção de Belém do Pará da OEA - MESECVI/OEA, Membro do Fórum de Violência Doméstica e de Gênero da EMERJ, Diretora-executiva da CEPIA

Lívia de Meira Lima Paiva
Professora Mestre (IFRJ)

Maria Aglaé Tedesco Vilardo
Juíza de Direito e Doutora em Bioética pelo PPGBIOS

Maria Luiza de Amorim Heilborn
Professora Doutora (IMS/UERJ)

Marcia Nina Bernardes
Doutorado e Mestrado na Universidade de Nova York,
Mestrado PUC/Rio e Graduação na UERJ





sábado, 31 de março de 2018

Fotos do Seminário Sororidade - Comissão da Mulher IAB


Ocorrido em 06/03/2018 em conscientização ao mês da mulher e organizado pela Comissão da Mulher do IAB.

Registro os meus sinceros agradecimentos a todas as palestrantes e ao público presente.

O tema do evento foi a sororidade (a união das mulheres na perspectiva de irmãs). As falas deram conta de que o lugar da mulher é onde elas queiram estar.



Mesa do evento. Da esquerda para a Direita: Dra. Naide Marinho, Tenente-coronel Clarisse Antunes, Dra. Adriana Mello, Dra. Maíra Fernandes, Dra. Deborah Prates (ao microfone), Dra. Marina Marçal e Dra. Itamarcia Marçal.





Mesa do evento. Da esquerda para a Direita: Dra. Naide Marinho, Tenente-coronel Clarisse Antunes, Dra. Adriana Mello, Dra. Maíra Fernandes, Dra. Deborah Prates (ao microfone), Dra. Marina Marçal, Dra. Itamarcia Marçal e Dra. Rita Cortez (falando no púlpito).





Rita Cortez: Primeira vice-presidente do IAB, futura presidente e, para a alegria de todas, membra da Comissão da Mulher do IAB. Pela segunda vez, o IAB terá uma mulher na presidência, o que muito nos orgulha como mulheres. Na foto, Dra. Rita Cortez durante sua fala mostrando um exemplar do jornal "Folha do IAB", no qual a manchete em destaque é: Mulheres assumem protagonismo com inovação e competência.





Sérgio Tostes: terceiro vice-presidente e futuro primeiro vice que, para a nossa alegria, prestigiou o evento. Na foto, aparece sorrindo em frente ao microfone.





Maíra Fernandes: chefe de gabinete da presidência do IAB e membra da Comissão da Mulher. Na foto aparece falando ao microfone na mesa.





Adriana Ramos de Mello: juíza titular do 1º Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do TJRJ. Na foto aparece falando ao microfone na mesa.





Clarisse Antunes Barros: Tenente-coronel PM do Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Na foto aparece falando ao microfone e fardada.






Clarisse Antunes Barros: Tenente-coronel PM do Grupamento Aeromóvel da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Na foto aparece falando ao microfone vestindo uma blusa preta com bolinhas brancas sem mangas.





Itamarcia Moreira Marçal: Advogada e idealizadora da AmuBrasil - Agenda das Mulheres Brasileiras. Na foto aparece no púlpito falando ao microfone.





Marina Marçal: Advogada e coordenadora do GT Mulheres Negras da Comissão OAB Mulher RJ. Na foto aparece no púlpito falando ao microfone.




Giowana Cambrone: Advogada, professora de Direito de Família e mestranda em Políticas Públicas e Formação Humana pela UERJ. Na foto aparece no púlpito falando ao microfone.





Naide Marinho: Advogada e integrante do Movimento da Mulher Advogada do Rio e Janeiro. Na foto aparece falando ao microfone na mesa.






Deborah Prates: Advogada e presidente da Comissão da Mulher do IAB fazendo a palestra de encerramento. Na foto aparece falando ao microfone na mesa.





Público na plateia assistindo ao evento. Auditório cheio.





Público na plateia assistindo ao evento. Parte lateral do auditório. Vemos menos pessoas do que na parte central.





Cartaz do evento. Já recebeu descrição em outra postagem.

quinta-feira, 8 de março de 2018

8 de março: DIA DA SORORIDADE!

8 de março: DIA DA SORORIDADE!
 
Sintetizando. Penso que as palavras chaves sejam:
 
SORORIDADE, OCUPAÇÃO E RESISTÊNCIA.
 
Convido a todas, todes e todos a conhecerem meu novo artigo para o Dia Internacional da Mulher. Está publicado no Justificando/Carta Capital.
 
Segue o link:
 
 
Obrigada.
 
DEBORAH PRATES.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Esclarecimento: evento dia 06/03

A data do próximo evento da Comissão da Mulher do IAB - Instituto dos Advogados Brasileiros​ é dia SEIS DE MARÇO (06/03). Como o título do evento no cartaz está "Seminário Sororidade", muitas pessoas estão entendendo que o evento acontecerá no dia 08. Por isso gravei o seguinte vídeo esclarecendo a data!

Por favor, peço ajuda na divulgação deste vídeo para que as pessoas compareçam no dia correto. De antemão, peço desculpas pelo contratempo.





domingo, 18 de fevereiro de 2018

Mais sobre o evento do dia 06/03 no IAB



Comissão da Mulher IAB - evento de 06/03/2018

Nome do evento: Seminário Sororidade

Ideias chaves: sororidade, preconceito, identidade social vinculada ao estereótipo, mercado de trabalho e resistência.


**************************************************************************


O mote da Comissão da Mulher do IAB é a sororidade, a qual pode ser traduzida como forte união e entrelace entre as mulheres, com fundamento no companheirismo e empatia, bem como no contundente interesse no encontro de objetivos em comum.

O propósito que se pretende alcançar com o evento é debater e trocar experiências de resistência frente a um mercado de trabalho machista e regado de preconceitos e estereótipos ligados a identidade social das mulheres.

Inquestionável ser a identidade um processo de construção social, já que atrelada ao kit das relações que entremeiam a vida cotidiana.

Hodiernamente, fala-se em identidade social, na perspectiva individual e social. Percebe-se uma individualidade, singularidade, que vai sendo construída na relação com outros humanos.

O trabalho, na contemporaneidade, tem um enorme valor e está diretamente ligado a dignidade da pessoa humana. Ocupa um lugar primordial, fundamental, na vida da trabalhadora, seja por ser um modo de sobrevivência, seja pelo tempo a ele dedicado, seja como realização pessoal ou profissional. É através do trabalho que o ser humano dialoga com o seu meio social.

Nesse contexto é seguro afirmar que a perda do trabalho - fundamento da vida social - é sinônimo de perda da IDENTIDADE e da liberdade.

Sem o seu trabalho o ser humano fica vulnerável diante das pressões do ambiente social, equivalendo afirmar que a perda da identidade é vista como incapacidade da pessoa de defender-se destas pressões.

Pode-se afirmar que o trabalho é o crescimento do ser e que, no contraponto, a sua perda é o decréscimo do ser, diminuição perante a sociedade.

Segue um pensamento do consagrado desembargador aposentado da Justiça do Trabalho Márcio Túlio Viana (TRT-3ª Região), que corrobora o objetivo do evento: "(...) a inatividade pode não só humilhar o empregado, como impedí- lo de se realizar como homem e como cidadão, afetando sua dignidade." (VIANNA, Márcio Túlio. Direito de resistência. São Paulo: LTr, 1996. p. 118).

Atualmente o estereótipo da família patriarcal, graças a resistência da mulher frente a igualdade entre os sexos, está perdendo a força perante a nossa sociedade. É inegável que o papel da mãe como dona de casa e do pai como provedor distanciou a mulher do mercado de trabalho formal.

Com as oportunidades de estudo as mulheres estão se qualificando e penetrando em campos de trabalho antes dominadas pelos homens.

Em 2018 temos mulheres: pilota de aeronaves apoiando as operações policiais, comandando, inclusive, o helicóptero blindado da PM/RJ, conhecido como o caveirão aéreo; operadoras de guindastes; caminhoneiras e tantas outras que venceram preconceitos em busca de seus sonhos.

A mulher está provando a sua competência em todas as áreas profissionais, de sorte a provar que as diferenças entre os sexos não se sustentam mais.

No entanto, existem grupos de mulheres que ainda não despontam nessa trajetória histórica. Por exemplo, as mulheres com deficiência não são enxergadas. Verdade é que a sociedade não se interessa por elas, razão pela qual desconhecem as suas realidades. E, por conta desse desconhecimento, deixa de incluir esse seguimento populacional nas políticas públicas. Isso é muito grave em uma sociedade que se diz democrática. Sororidade seletiva? Seria possível?

Por esses fundamentos é que tem lugar o evento que acontecerá no dia 6 de março, às 17:30, no Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), intitulado: 8 de março: Dia da Sororidade.

É o feminismo um movimento de transformação social, de maneira que a presença de mulheres e homens será imprescindível para a real efetivação da igualdade entre os gêneros. Logo, fica o convite para que todas, todes e todos componham esse significativo encontro.


DEBORAH PRATES

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Apresentação de trabalho no seminário "Gênero, feminismos e sistemas de justiça"


Divido com todas, todes e todos a alegria de ter meu trabalho "Da violência contra mulheres com deficiência" selecionado para o seminário "Gênero, feminismos e sistema de justiça".

A apresentação ocorrerá no segundo dia de evento - dia 16/03/2018, das 16:40h às 16:50h, na Faculdade Nacional de Direito (FND), localizada na Rua Moncorvo Filho, nº 8.


Seguem as informações do painel:

* GT 8 - Democratização do Sistema de Justiça, Gênero e Feminismos
* Coordenadoras:Larissa Fontes (PPGD/UFRJ) e Élida Lauris (Universidade de Coimbra)
* Grupo A - GT8

Gostaria muito de encontrar vocês por lá! Obrigada


http://www.forumjustica.com.br/pb/resultado-final-resumos-seminario/