quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Reflexões de recuperação


Pois é, estou de repouso, por prescrição médica, me recuperando da cirurgia feita no último dia 2. Claro que de saco cheio. Tudo vai bem. É o que importa. Nesse infinito tempo venho pensando na vida e nos eventos que virão pela Comissão da Mulher do IAB, integradora de minorias e singularidades. Foquei, por momentos, na solidariedade. Repito ser este o sentimento que nos faz humanos.

Descrição da imagem para pessoas com deficiência visual: uma rosa vermelha aberta, bem cheia. Sua textura é quase um veludo e, abaixo, há algumas folhas verdes.

Justamente por ser sentimento a solidariedade não pode ser ensinada. Isto porque está entranhada em nós. Podemos transmitir conhecimentos sobre tantas coisas que podem ser ditas. Coisas que podem ser transmitidas estão do lado de fora e não têm a capacidade de traduzir o verdadeiro sentir. Por isso é tão complexo falar de sentimentos, emoções e sensações.

Experimentei os dois lados do balcão da vida. Agora, como pessoa cega, sei o quanto é difícil, por exemplo, alguém me explicar sobre o belo ou o feio. O sentimento vai muito além do que os olhos veem. É algo que não é possível explicar ou descrever com palavras, ante a sua complexidade.

Então, como ensinar solidariedade? Entendo que esse sentimento tem que brotar em nós. Como se fosse um grãozinho a espera de ser plantado. Após nascer, a natureza se incumbirá de cuidar dele até o seu florescer.

Angelus Silesius - místico, filósofo, poeta e jurista do sec. XVII - deixou-nos um poema retratando bem esse derramamento, transbordamento natural: "A rosa não tem porquê. Floresce porque floresce. Não cuida de si mesma. Nem pergunta se alguém a vê...".

Assim, penso que temos que sair pela vida semeando grãozinhos de solidariedade para que, nascendo, venha a florescer, configurando um simples derramamento humanitário do ser. Sem porquês!

Tenho certeza de que teremos um Brasil melhor. Mais republicano e democrático.

Essa é a reflexão que quis compartilhar com os amigos. Cultivemos em  todas, todos e todes a solidariedade.


(Deborah Prates)

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Sobre a minha saúde

Informo aos amigos e amigas do blog que no último dia 02 fiz uma cirurgia para aliviar a pressão - altíssima - do olho direito, a qual correu bem. Ontem foi dia de revisão e o cirurgião disse que o seu trabalho está uma obra de arte rsrsrs.

Por isso é que estou meio sumida desse espaço. Só estarei de alta no próximo dia 02 de setembro. Haja paciência...

Beijas. 
Deborah Prates

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Energias Positivas

Queridas amigas e amigos, informo que amanhã (02/08) farei uma cirurgia no meu olho direito, já que a pressão está muito alta. Torçam por mim e, se puderem, enviem-me muita energia positiva. Agradecida rsrsrs. Por isso, talvez fique um pouco ausente das redes sociais. Até breve. Beijas e beijos